Região de Campinas: Tentativas frustradas de provas no 1º trimestre

Ao menos sete tentativas de provas presenciais de corrida de rua aconteceram na região de Campinas no 1º trimestre de 2021.

Neste ano corredores e organizadores imaginaram que já nos primeiros meses provas presenciais poderiam voltar à realidade. Houve ao menos sete tentativas em cidades da região de Campinas que ensaiaram um retorno, com data marcada e tratativas com os órgãos responsáveis, todavia, tiveram que serem canceladas ou adiadas, pelo avanço dos problemas sanitários no Estado de São Paulo e eminente colapso do sistema de saúde causado pela Covid-19, principalmente no mês de março quando o governo estadual decretou fase emergencial por meio do decreto estadual nº 65.563 de 11 de março de 2021 que deixa claro em seu segundo artigo a vedação de “eventos esportivos de qualquer espécie” no estado de São Paulo entre 15 e 30 de março de 2021.

Confira quais provas sofreram adiamento:

Maioria das provas foram divulgadas a partir de outubro/novembro 2020 quando parte do estado estava em fase verde e com a esperança de que o futuro seria de controle da pandemia, o que acabou não acontecendo, pelo contrário, fases mais restritivas foram decretadas, causando frustração tanto para corredores, quanto para organizadores.

A primeira tentativa do ano foi na cidade de Americana, com a organizadora Chelso Sports, uma das maiores e mais antigas organizadoras da região. A corrida seria o Desafio do Guerreiro com sua principal distância de 19 km, prova conhecidíssima na região e sempre realizada no mês de janeiro, também ofertava distâncias de 5 e 10 km. A data do presencial foi divulgada nas redes sociais como 17 de janeiro, contudo, não pode ser realizada.

A Chelso Sports além de ofertar a prova virtual como opção, criou o sistema BTR (Back to Run) Desafio do Guerreiro, que consistia do corredor realizar a prova presencialmente na cidade de Americana, largando de forma independente, de qualquer local que o corredor quisesse e sem aglomeração. Bastaria em algum momento do percurso, passar pela Arena BTR para ter seu percurso validado e receber sua medalha. Este novo conceito presencial foi marcado para acontecer nos dias 13 e 14 de março. Porém a prova neste novo conceito BTR também teve que ser adiada. Desta vez remarcada para os dias 29 e 30 de maio de 2021.

A segunda tentativa também foi em janeiro, desta vez na cidade de Valinhos que iria ser palco da I Valinhos Trail Running no dia 31 de janeiro, organizada pela Grécia Produções e Eventos. Com distâncias de 7 e 18 km, ambientado em montanha na Serra dos Cocais, possivelmente era a mais viável de ser realizada. Entretanto, dia 22 de janeiro o Governo de São Paulo publicou decreto inserindo todo o estado na fase vermelha aos finais de semana, inviabilizando a prova que aconteceria em um domingo.

Corredores que vieram de outras cidades para correr em Valinhos, já estavam instalados em hotel na cidade, segundo relato nas redes sociais, apontaram a organização como culpada pela não realização da prova. Entretanto, o risco existia, estamos em uma pandemia e os decretos do governo alteram as medidas sanitárias conforme o avanço ou diminuição do vírus.

A terceira tentativa foi em Bragança Paulista, a prova II Bragança Trail Bosque das Araucárias, também em ambiente rural, era para ser realizada em 06 de fevereiro, com as distâncias de 12 e 23 km, a prova estava há mais de dois meses sendo divulgada. Porém a organização emitiu nota dias antes, adiando a prova em um ano, ficou para fevereiro de 2022.

A quarta tentativa foi na cidade de Sorocaba. A 4ª edição da Maratona de Sorocaba Novembro Azul começou a ser anunciada pela organizadora PROEESP em março de 2020, no início da pandemia. Naquele momento não tínhamos ideia do que iria acontecer nos próximos meses e a organizadora seguiu o mês original da prova e anunciou para 15 de novembro de 2020, justamente por carregar o nome do mês no título da prova. Entretanto, a data foi alterada, para 20 de dezembro, anunciada presencialmente.

Em dezembro a prova não ocorreu, tendo a organizadora ofertando opção virtual. Porém a versão presencial foi transferida para 07 de março de 2021 com o nome apenas de 4ª Maratona de Sorocaba, retirando alusão ao Novembro Azul. Na data a região de Sorocaba estava na fase laranja do plano estadual e não foi permitida a realização da prova. A PROEESP, pela quarta vez, divulga nova data para o evento, agora em 13 de junho de 2021.

A quinta tentativa foi de uma distância e prova inédita na cidade de Indaiatuba. A Star Runner Eventos divulgou em dezembro de 2020 a realização da I Meia Maratona de Indaiatuba para 07 de março de 2021. Todavia a prova não foi realizada, no site TicketAgora onde a prova está sendo comercializada, a nova data está agendada para 29 de agosto de 2021

A sexta tentativa foi na cidade de Vinhedo com a I Corrida da Uva, que foi comercializada em 2019, antes da pandemia e aguardada com expectativa pelos corredores. Com data inicial em 29 de março de 2020, foi uma das primeiras provas na região a ser afetada com a quarentena no Estado de São Paulo, iniciada uma semana antes.

A organização da prova então adiou o evento para 16 de agosto de 2020, que acabou não acontecendo. Adiada novamente para uma terceira data que seria em 28 de março de 2021, entretanto, com o pico da Covid-19 em sua fase mais crítica, a prova não teria condições de ser autorizada por nenhum órgão competente. Agora uma quarta data foi criada, desta vez para 15 de agosto de 2021.

Como sétima e última tentativa no trimestre, havia o Desafio Trail de Marchi em Jundiaí, organizado pela Ideal5k Sports. Prova na modalidade agendada e realizada ao longo do dia nos finais de semana de março no sítio Rosário, também foram adiadas. Até o fechamento desta matéria não havia divulgação de novas datas.

Com todos estes eventos adiados, frustrações de ambos os lados, tanto dos corredores, quanto das organizadoras. Por um lado o atleta quer ter o prazer de correr provas presenciais, por outro lado o organizador que conseguiu sobreviver com sua empresa até o momento, necessita, como setor de eventos, fazer o caixa girar para não entrar em falência.

Segundo comunicado este mês de uma das maiores organizadoras de provas no Brasil, a Iguana Sports, a perspectiva de voltar com as provas em segurança será a partir de 70% de toda população vacinada contra o Covid-19. Trabalhado com a hipótese de 70% de vacinados, aliado a lentidão do Governo Federal em disponibilizar um plano nacional de vacinação, as provas provavelmente ocorrerão apenas em 2022. Na região de Campinas, além de provas grandes com mais de 1000 participantes, a maioria das provas são menores, com cerca de 200 a 500 participantes, entretanto são aglomerações.

Provas grandes em Campinas

Por enquanto, as duas maiores provas em Campinas ainda mantêm suas datas nos sites de suas respectivas organizadoras.

A 37ª edição da Corrida Integração com organização da Oceano Azul Eventos/EPTV, tem expectativa de ser realizada em 26 de setembro de 2021 segundo seu site.

Outra gigante prova aguardada na região e a 10º edição da Meia Maratona de Campinas, organizada pela Noblu Sports, também possui data no site da organizadora, e está sendo ofertada para 06 de junho de 2021.

Ano passado nenhum delas aconteceu. Se pensarmos no número de 70% da população vacinada na perspectiva da Iguana Sports, estas duas gigantes provas de Campinas correm o risco de também terem suas edições de 2021 adiadas para 2022. Aguardemos!

Por Alexander Fajardo, jornalista, para o Correria Campinas.

No link abaixo acesse nossos canais e redes sociais:

https://linktr.ee/correriacampinas

.

Cobertura de 90 cidades na Região de Campinas. Notícias e análises sobre corrida de rua.

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.